“A Pfizer usou a boa fé de 1.500 voluntários baianos no desenvolvimento da sua vacina e agora recusa-se a vender para a Bahia”, diz Fábio Vilas-Boas

O secretário da Saúde do Estado (Sesab), Fábio Vilas-Boas, usou as redes sociais na manhã desta quinta-feira (21) para acusar a Pfizer de se recusar a vender a sua vacina contra a Covid-19 para a Bahia.

De acordo com ele, a farmacêutica internacional justificou que já vendeu todos os seus imunizantes para outros países. “A Pfizer usou a boa fé de 1.500 voluntários baianos no desenvolvimento da sua vacina e agora recusa-se a vender para a Bahia”, escreveu.

 

“Em 2020 reuniram-se oficialmente com o governador Rui Costa para vender a vacina e a partir dali nos preparamos”, ressaltou o titular da pasta no estado, em seu perfil no Twitter.

“Apoiamos o centro de pesquisas das Obras Sociais irmã Dulce (Osid), investimos na montagem de uma rede de ultracongeladores e, agora, nos informam que venderam tudo pra outros países”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *