Em meio à quarentena, baianas criam rede de ajuda “Dissemine amor no seu bairro”; Exemplo já é seguido em diversos bairros de Salvador

(Por Fernanda Dourado)

Em meio a quarentena, ações de solidariedade têm unido familiares, amigos e até desconhecidos que estão afastados pelo isolamento social, mas conectados pela internet. Diante de um cenário tão crítico e desolador por conta da pandemia do coronavírus, uma verdadeira corrente do bem se formou Brasil afora. E, claro, também em Salvador. Na capital baiana, um grupo de amigas se uniram para ajudar com atos de generosidades.

 

A iniciativa da empresária, Sandy Najar, que reside no Horto Florestal – um dos 275 bairros da primeira capital baiana.  Em entrevista ao Bahia Repórter, a empresária disse que conseguiu unir uma rede de voluntários para ajudar os trabalhadores informais que são os mais prejudicados com a quarentena e com os decretos que tiram as pessoas das ruas. A maioria, trabalha para si, sem patrão, sem vínculo ou sem empresa aberta, mas dependem desta fonte de renda.

O grupo de WhatsApp “Dissemine amor no seu bairro” – já tem cem amigas e todas com o mesmo objetivo: ajudar os trabalhadores informais. As amigas têm se reunido através de Skype para definir quais serão os critérios para a escolha dos trabalhadores informais beneficiados pelo grupo do WhatsApp do Horto Florestal. Cada integrante do grupo irá doar durante dois meses R$ 50,00. Os valores serão doados para os trabalhadores.

“Vamos fazer isso com as pessoas  que a gente conhece ou que trabalham de forma informal em nosso bairro. Se todo mundo ajudar uma pessoa perto, muita gente será beneficiada. Não adianta ajudarmos apenas uma pessoa. A meta é disseminar esta corrente”, afiançou Sandy ao Bahia Repórter. 

A iniciativa de Sandy com as amigas já serviu de exemplo e como o nome da campanha diz está disseminando a solidariedade em Salvador. Um exemplo é o empresário, Cláudio Medeiros – que é morador do bairro do Rio Vemelho – e diz também fará um grupo de WhatsApp. “Com vários grupos nos bairros conseguiremos ajudar muita gente”, ponderou ao BR. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *