Escritora baiana retorna a Salvador para lançar seu primeiro livro ‘AQUALTUNE: Um sonho chamado liberdade’

A baiana Sara Messias lança seu primeiro livro
Novembro Negro, um dia após a data em que se celebra o Dia da Consciência Negra, que a escritora baiana Sara Messias lança sua primeira obra. Uma saga afro-brasileira quilombola capaz de fazer o leitor mergulhar em uma trama forte e emocionante, de luta pela liberdade. Aqualtune: Um sonho chamado liberdade (Quarteto Editora, 2019) retrata, através da trajetória da lendária heroína, a história de um povo marcado pela diversidade, riqueza cultural e pela mistura, fruto da interseção entre indígenas, negros e europeus.
Sara, mulher negra, brasileira e baiana, na sua estreia como escritora, traduz a relação repleta de dor, crueldade e mortes entre esses povos. Através de uma leitura leve e tocante, a autora convida o leitor a fazer uma verdadeira viagem no tempo nesse romance histórico, perpassando por cenários que evidenciam o sofrimento ao qual a população negra foi submetida: o Holocausto africano, o maior crime perpetrado contra a humanidade.
A autora narra as aventuras de Aqualtune e ressalta a personagem como revolucionária, corajosa e destemida. “Ela cresceu em uma sociedade mista, foi instruída pelos sacerdotes portugueses e viveu em harmonia com a população europeia. A princesa do Reino do Congo, dona de conhecimentos políticos, organizacionais e de estratégia de guerra, apesar de ser pouco lembrada nos livros e escolas brasileiras, foi muito importante para a história da população negra durante o Período Colonial”, conta a escritora.
Apesar de não existirem documentos sobre Aqualtune, ela é conhecida no Brasil como mãe de Ganga Zumba e avó materna de Zumbi dos Palmares. Até hoje, a lendária heroína simboliza liderança e luta dentro do sistema escravocrata, tendo deixado esse legado através de seus herdeiros e de seu comando no quilombo. Sara Messias vai além e revela um retrato pouco conhecido de uma África do começo do século XVII, numa obra que mistura realidade e ficção. O livro leva ao leitor detalhes da infância e juventude de Aqualtune, até ser obrigada a se casar com seu primo e ver sua vida mudar radicalmente.
Serviço
Lançamento: Aqualtune – um sonho chamado liberdade
21 de novembro, 17h30
Sede do IGHB – Instituto Geográfico e Histórico da Bahia
Endereço: Avenida Joana Angélica, 43, Piedade (Salvador)
Mais detalhes: @escritorasaramessias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *