Publicada em 04 de Novembro de 2018 ás 07:31:19
Bolsonaro ameaça cortar relações diplomáticas com Cuba

Questionado sobre um possível fechamento de embaixadas brasileiras em Cuba e na Venezuela, o capitão reformado respondeu: "Olha, respeitosamente, qual o negócio que podemos fazer com Cuba? Vamos falar de direitos humanos?". Sobre a Venezuela, Bolsonaro afirmou que "o embaixador já veio para cá, a embaixada já foi desativada, não temos mais contato. Agora, veio no governo do Michel Temer, porque no governo do PT"¦ Essa decisão teria que ter sido tomada há mais tempo: chamar o embaixador, conversar". Ele se referia a Ruy Pereira, embaixador do Brasil em Caracas, declarado persona non grata pelo regime venezuelano em dezembro de 2017. A medida equivale a uma expulsão. Pereira estava no Brasil para passar o fim de ano e não retornou a Caracas. A embaixada na capital venezuelana, porém, não está desativada e é chefiada pelo encarregado de negócios, José Wilson Moreira. Em retaliação à expulsão de Pereira, o governo Temer declarou persona non grata o encarregado de negócios da Venezuela em Brasília, Gerardo Maldonado. O embaixador titular, Alberto Efraim Castellar Padilla, havia sido convocado pelo ditador Nicolás Maduro em maio de 2016, logo após o afastamento de Dilma.

[ Imprimir ]