Heraldo Rocha elogia Bruno Reis, diz que o PT está chegando em sua fadiga e que em 2016 a ala colocou Alice Portugal em situação crítica; Na época, ACM Neto foi reeleito com 74%; Alice obteve 14,6 %

(Por Fernanda Dourado) 

Em entrevista ao Bahia Repórter, o presidente do Democratas de Salvador e ex-deputado estadual, Heraldo Rocha, afirmou ao BR que o PT tenta fazer o mesmo que fez em 2016 – quando colocou a deputada federal, Alice Portugal, segundo ele, em uma situação crítica. “Eles querem pulverizar. E colocaram Alice Portugal em uma situação crítica. Ela é uma excelente parlamentar”, afiançou Heraldo Rocha ao comentar a decisão do governo de colocá-la na disputa ao Palácio Tomé de Souza. Na época, ACM Neto se reelegeu prefeito de Salvador no primeiro turno, com 969 mil votos (74% do total de válidos, sem contar brancos e nulos). Ele venceu a candidata Alice Portugal (PC do B), que disputou as eleições com o apoio do governador Rui Costa e do ex-governador Jaques Wagner (ambos do PT). A deputada federal teve 14,6% dos votos válidos. O democrata ainda disse que acha que o PT está chegando em sua fadiga. “O PT está chegando em sua fadiga”, afirmou ao acrescentar “nós também já passamos por isso”.  O ex-deputado estadual afirmou que o “O modelo Salvador é hoje o modelo Democrata para o Brasil e, particularmente, à Bahia” e afirmou que conhece o DNA de Bruno Reis – há mais de 20 anos. “Posso dizer que ele tem em seu DNA marcas indeléveis que estiveram, estão e estarão na sua carreira política. A primeira delas é a força do trabalho”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *