‘Nos tornamos um país judiciário-dependente’, diz Gilmar Mendes