Após polêmica, MEC volta atrás na decisão de não avaliar alfabetização