Seja bem vindo! Salvador, 28 de Agosto de 2016
   
Notícias
Publicada em 19 de Novembro de 2013 ás 21:23:47 Share

Asas Livres grava primeiro DVD oficial no próximo dia 30


Quase 30 mil curtidores na fan page em dois meses, sete shows por semana, uma lista de hits e uma agenda cheia de compromissos de divulgação. A rotina da banda Asas Livres está intensa, mas seus integrantes não se queixam e comemoram o momento. A agenda de shows inclui até as mais distantes cidades do interior da Bahia e Sergipe, mas a grande expectativa do momento é, sem dúvida, o próximo dia 30 de novembro, quando a banda subirá no palco do Wet´n Wild para a gravação do seu primeiro DVD oficial. O show contará com participações especiais de Dan (Filhos de Jorge) e Bonde do Maluco. O repertório deverá apresentar 17 músicas, entre as quais quatro inéditas e muitas outras já conhecidas do público, como 'Leribi', 'A Casa Caiu', 'Eu não vou aceitar' e o atual sucesso 'CD´s e Livros'."Essa música foi um presente de Deus. Hoje estamos aí com o Sorocaba como parceiro e essa música foi uma benção além", comentam. E não é de se duvidar, o show do dia 30 vai lotar. A julgar pelo interesse de homens, mulheres e crianças, o Wet´n Wild ficará pequeno para o número de fãs do arrocha, que é um ritmo que desperta o romantismo do público e trata sobre amor - tema que diz respeito à vida de todas as pessoas. E entre os sucessos da banda, eles não deixam nada de fora do repertório. Afirmam que o público quer ouvir todas. "Pelo menos o refrão de cada uma. Se não tocarmos, é briga", salienta o vocalista Rafael. (Ibahia)

Leia Também
Professores e Pedagógos

(Por Fernanda Dourado) 

O projeto de lei que trata sobre estrutura regulatória dos professores e pedagogos foi discutido e aprovado na Comissão Conjunta formada por quatro Colegiados: Comissão de Constituição e Justiça; Educação; Finanças e Orçamento e Defesa do Consumidor. A proposta, segundo o presidente da CCJ, foi aprovada pelo Colegiado com celeridade e consenso da situação e oposição. Um outro projeto também aprovou as isenções e estímulos para condomínios das áreas industriais. Agora, as leis seguem para o plenário.

 

 

 
Ministério da Educação propõe intercâmbio para alunos de baixa renda nos Estados Unidos

 O Ministério da Educação propôs à embaixada dos Estados Unidos no Brasil intercâmbio entre os dois países para estudantes do ensino médio de baixa renda. A proposta foi feita nesta quinta-feira (12), durante reunião entre o ministro Mendonça Filho e a diplomata americana Liliana Ayalde, em Brasília. "Queremos que os alunos de escolas públicas do Brasil possam estudar inglês nos Estados Unidos por um semestre, como os garotos com alta renda já fazem hoje em dia", afirmou o ministro, de acordo com o G1. Os EUA e o Brasil já possuem um programa de intercâmbio para estudantes de 15 a 18 anos com baixa renda, o Jovens Embaixadores. A diferença nesse novo programa proposto pelo MEC é a duração: a ampliação de três semanas para um semestre. A embaixadora americana pediu que o governo acelere o processo de finalização da parceria assinada entre a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e o governo americano em 2015, para aumentar a cooperação dos dois países na educação técnica e profissionalizante. O MEC informou que o processo está sendo analisado pelo Ministério das Relações Exteriores e ainda deve passar pela Casa Civil antes de seguir para o Congresso.

 
Emílio Odebrecht quer poupar Lula, FHC e Temer em delação de Marcelo

 O empresário Emílio Odebrecht não quer que o atual presidente interino e ex-presidentes da República sejam alvos na delação premiada do seu filho, Marcelo. Ele considera que Michel Temer, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso não devem ser citados para que o país não “derreta”, segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Marcelo Odebrecht aceitou fazer delação premiada com os investigadores da Operação Lava Jato em março deste ano. Ele foi preso desde junho de 2015.

 
Cláudio Cajado emplaca esposa na Funasa

O deputado federal Cláudio Cajado(DEM) emplacou a esposa Andrea Xavier,  ex-prefeita de Diás D’Ávila, para a Superintendência Regional da Fundação Nacional da Saúde na Bahia (Funasa).  A indicação do deputado federal José Carlos Aleluia era a do ex-deputado, médico e presidente do Democratas em Salvador, Heraldo Rocha, que deve ficar com o cargo principal do Departamento Nacional de Combate à Seca (Dnocs).

 
LDO: Clima tenso na CCJ

(Por Fernanda Dourado)  

Ânimos acirrados. Deputados da oposição e situação juntos para discutir o projeto que institui a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017 e deve ser votado na próxima semana. A LDO 2017 prevê receita de mais de R$ 42 bilhões.  Deputados da base e da oposição apresentaram no total 15 emendas à LDO, mas todas foram recusadas. O relator da matéria, deputado Zé Raimundo, do PT, justificou a recusa ao informar que as propostas apresentadas nas emendas já estavam inseridas na Lei.  Uma das emendas rejeitada obrigava o Estado a investir 7% da Receita Líquida Corrente nas universidades estaduais. Os oposicionista não gostaram da recusa. O deputado estadual, Sandro Régis, além de rebater o relator disse que vai orientar a bancada da oposição a votar contra a Lei de Diretrizes Orçamentárias. Apesar de todo o impasse, na Comissão Conjunta que reuniu os Colegiados de Constituição e Justiça e Finanças e Orçamento,   a proposta foi aprovada e segue para o plenário na próxima semana.

 
Votação da cassação de Cunha: Comissão da Mulher da Bahia vai enviar carta para Tia Éron pedindo voto favorável
(Por Fernanda Dourado) A Comissão de Direito das Mulheres da Assembleia Legislativa da Bahia aprovou a elaboração de uma carta para enviar à deputada federal, Tia Eron, sugerindo que a parlamentar se posicione no Conselho de Ética da Câmara Federal a favor do parecer que pede a cassação do mandato do deputado federal e presidente da Câmara afastado, Eduardo Cunha. De acordo com os cálculos de opositores e defensores do peemedebista a tendência é que dez deputados votem a favor de Cunha e nove contra. Se Tia Eron votar a favor de Cunha, vão ser 11 votos a nove. Mas se votar contra, vai ficar dez a dez. O voto de minerva vai ser o do presidente do conselho, deputado federal José Araújo, que é a favor da cassação. A presidente do Colegiado das Mulheres, deputada estadual, Fabíola Mansur, que foi colega de Tia Éron na Câmara de Vereadores de Salvador, disse que todas as sete integrantes do Colegiado foram favoráveis a aprovação da carta e que além de pontuar a história política da parlamentar, o documento vai enfatizar a necessidade da deputada federal atender o apelo da população brasileira e, também, da população baiana - estado que a deputada federal é votada. O Colegiado também vai movimentar as redes sociais e já apresentou a hastag #tiaeron e #foracunha para pedir apoio aos internautas. Qual será o posicionamento de Tia Éron? A pressão deve continuar até a votação do parecer. Nas redes social, os seguidores enviam mensagens a todo instante com pedidos para a parlamentar votar a favor da cassação de Cunha. Ontem a deputada tia Éron falou que é pressionada apenas pela imprensa.
 
Ferry Boat: Agerba estuda vender bilhetes antecipados para a travessia de Salvador para Ilha de Itaparica

 (Por Fernanda Dourado) 

 Filas quilométricas, passageiros sem proteção, terminal sujo, idosos que esperam muito tempo para embarcar, deficientes físicos que precisam ser carregados pela falta de acessibilidade do local e a taxa de embarque de um real que encarece a tarifa. Esses foram alguns dos questionamentos feitos pela Associação de  Mobilidade Urbana e região metropolitana de Salvador a respeito dos terminais de Embarque e Desembarque de Mar Grande e Terminal da França/Salvador e dos sistema Ferry Boat. " Vamos entrar com uma ação no ministério público para averiguar a concessão da empresa que administra o Ferry Boat. Não aguentamos mais tanto descaso", bradou Afonso Celso Rocha, presidente da Associação. A Bahia é o estado brasileiro que possuiu a maior área de litoral. A segunda e a terceira maior Baía do país estão no estado: a Baía de Todos os Santos e a Baía de Camamu.  O transporte marítimo é importante para diminuir distâncias e encurtar tempo de deslocamento. Essas foram as justificativas do  deputado estadual, Hildécio Meireles,  para chamar a atenção da necessidade de melhor a qualidade do sistema Ferry Boat. O assunto foi debatido na Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo. "Não podemos aceitar que as pessoas sejam tratadas como refugiados da Síria. Precisamos de um serviço de qualidade", alfinetou o presidente do Colegiado. Na reunião, as tarifas de embarque também foram questionadas .  O deputado estadual, Hildécio Meireles, disse  que é preciso  isentar o pagamento da tarifa  no transporte intermunicipal na travessia Itaparica-Salvador  às pessoas que usam os ferry boat cotidianamente.  "Sabemos da necessidade da cobrança da tarifa. Mas as pessoas que usam frequentemente já pagam o embarque e ainda a tarifa. Muitos utilizam para tratar da saúde em Salvador e são idas constantes.  Isso ainda encarece  mais o serviço. Também vamos apresentar um projeto de lei para que estudantes paguem meia passagem", afirmou o presidente da Comissão.  O deputado estadual, Pablo Barroso, falou que a segurança e a qualidade do serviço precisa ser tratada com prioridade. "Não podemos aceitar um tratamento deste à  população. A segurança pública também precisa ser revista", afirmou o democrata. Na audiência o governo foi duramente criticado. Para o deputado estadual, Rosemberg Pinto, não há motivo para  culpar o governo sobre a precariedade. Segundo ele, a responsabilidade do serviço do Ferry-Boat é da Internacional Marítima, administradora do sistema. "A partir do momento que da concessão, a responsabilidade é da empresa e não do governo’, afirmou o petista.  Apesar da defesa do deputado Rosemberg, a Agência  Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia foi muito criticada a respeito da  fiscalização dos terminais. Segundo o diretor Executivo, Eduardo Pessoa,  a forma  para a melhoria dos serviço está sendo estudada. Segundo ele, uma das medidas, é a venda antecipada  de bilhete para utilizar o  sistema para que o Ferry Boat funcione, inclusive, em compras antecipadas de bilhetes. “A ilha de Itaparica foi trucida no passado para valorizarem a Linha Verde e comprarem os novos empreendimentos do local. Tá melhor do que antes. Tem estrada boa que antes não tinha. Nós temos lá dois ferrys novos. Temos que organizar mais os horários. Mas isso é parte administrativa. Está melhor do que era antes”, assegurou Zé Neto, líder do governo.


 
Feira de Santana ou são Gonçalo: Moradores do Parque Viver esperam uma solução para saber em qual local residem

(Fernanda Dourado)

 

Mais uma vez o impasse foi debatido na Comissão Territorial da Assembleia Legislativa da Bahia. Os moradores do Parque Viver – localidade situada entre Feira de Santana e São Gonçalo dos Campos querem uma solução a respeito da localidade das residências, ou seja, a qual município fazem parte. A população que mora nesta divisa diz que prejudicada pela falta de serviços públicos básicos, em consequência da falta de decisão definitiva sobre o tema. “Compramos um imóvel e a construtora disse que era localizado em Feira de Santana. Depois que havíamos dado entrada nos falaram que lá é São Gonçalo. Isso é um absurdo. Para Sérgio Moreno, 100% dos moradores votam em Feira de Santana, e utilizam o transporte público e unidades de saúde. Ele lembra ainda que não há consenso entre as prefeituras de Feira de Santana e São Gonçalo a respeito de qual comunidade pertencem. De acordo com moradores, a melhor solução é a intermediação dos deputados apresentando projeto de lei.  Em busca de definição para o limite territorial de localidades limítrofes aos municípios de Feira de Santana e São Gonçalo dos Campos, a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia, também esteve presente na audiência. De acordo com o presidente do Colegiado, o intuito é de buscar solução em relação a todos os transtornos e dificuldades relatadas pelos moradores. “Esses moradores já estão sofrendo demais. Precisamos encontrar um solução. Este é nosso objetivo”, afirmou Zé.