Seja bem vindo! Salvador, 29 de Setembro de 2016
   
Notícias
Publicada em 19 de Novembro de 2013 ás 21:55:42 Share

OAB divulga lista de aprovados no XI Exame da Ordem

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nesta terça-feira (19) a lista final com os nomes dos aprovados no XI Exame da Ordem Unificado, após a análise de recursos (veja link ao lado). No total, foram aprovados 12.786 candidatos, sendo que 775 candidatos tiveram seus recursos aceitos. O número de aprovados representa o equivalente a 13,06% do total. A relação não consta o resultado dos candidatos que optaram pela prova prático-profissional de direito civil, pois eles terão novo padrão de resposta a ser divulgado ainda nesta terça, segundo a OAB. A lista traz os nomes dos aprovados por ordem de seccional, cidade em que realizou as provas, número de inscrição e nome do examinando em ordem alfabética. O exame da OAB é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado. Veja a lista de aprovados

Fernanda Dourado

Leia Também
Elmo Vaz é o pré-candidato a Prefeito de Irecê pelo partido

 Em reunião da Comissão Executiva Municipal do PSB - Partido Socialista Brasileiro, foi definido como pré-candidato a Prefeito de Irecê o ex-presidente da CODEVASF - Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco, Elmo Vaz. 

 

A decisão foi homologada neste domingo (6) durante reunião que contou com importantes presenças, como a da representante da Executiva Estadual, a deputada Fabíola Mansur, o até então pré-candidato Guilherme Duarte "Iá, dentre outras líderanças. 

 

A escolha foi feita após análise de uma série de critérios estabelecidos pela executiva municipal e convalidados pela deputada Fabiola Mansur. Segundo a parlamentar, pesaram a favor de Elmo Vaz a experiência em gestão pública e a articulação política em nível Estadual e Federal. 

 
Escândalos de corrupção despertam desinteresse em eleitores, dizem especialistas

 Em eleições municipais o debate eleitoral gira em torno, normalmente, dos problemas do dia a dia dos cidadãos, como a falta de asfalto das ruas, a infraestrutura dos bairros e das cidades. Este ano, contudo, os temas locais têm disputado espaço com a repercussão das investigações da Operação Lava Jato, o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, a cassação do deputado Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, e a denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O resultado disso, na avaliação de especialistas ouvidos pela Agência Brasil, é o aumento da desconfiança do eleitor em relação aos partidos políticos e na política como um todo. Neste cenário, estudiosos do processo eleitoral preveem um alto índice de abstenção, crescimento do voto nulo e o fortalecimento dos candidatos “antipartidários”. “Há um descrédito total das pessoas nos partidos político. Pela experiência que eu tenho, dificilmente alguém, tirando os militantes mais identificados, vai votar pela escolha partidária. A população em geral está desacreditada dos partidos políticos. A tendência vai ser a opção pelo voto carismático, na pessoa, que é o voto efetivamente pessoal”, avalia o professor de direito eleitoral da Fundação Getúlio Vargas (FGV-RJ) Marcos Ramayana. Leia mais na Agência Brasil.

 
Presos na Lava Jato fazem exame de corpo de delito em Curitiba
Os sete presos na 34ª fase da Operação Lava Jato, chamada de Arquivo X, fizeram hoje (24) exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal, em Curitiba, segundo informações da Polícia Federal (PF). O exame, que é um procedimento de praxe, teve início por volta das 10h. Cerca de uma hora depois, eles foram reencaminhados à carceragem da polícia, onde estão detidos. A prisão de Julio César Oliveira Silva, Ruben Costa Val, Luiz Eduardo Neto Tachard, Danilo Baptista, Francisco Corrales Kindelan, Luiz Eduardo Guimarães Carneiro e Luiz Claudio Machado Ribeiro é temporária e vence na segunda-feira (26). A prisão temporária pode ser prorrogada. Antes de serem liberados, caso não haja prorrogação, Luiz Cláudio Machado Ribeiro, Luiz Eduardo Guimarães Carneiro e Ruben Costa Val ainda prestarão depoimento. Os demais, de acordo com a PF, prestaram depoimento ontem (23). Leia mais na Agência Brasil.
 
Professores e Pedagógos

(Por Fernanda Dourado) 

O projeto de lei que trata sobre estrutura regulatória dos professores e pedagogos foi discutido e aprovado na Comissão Conjunta formada por quatro Colegiados: Comissão de Constituição e Justiça; Educação; Finanças e Orçamento e Defesa do Consumidor. A proposta, segundo o presidente da CCJ, foi aprovada pelo Colegiado com celeridade e consenso da situação e oposição. Um outro projeto também aprovou as isenções e estímulos para condomínios das áreas industriais. Agora, as leis seguem para o plenário.

 

 

 
Ministério da Educação propõe intercâmbio para alunos de baixa renda nos Estados Unidos

 O Ministério da Educação propôs à embaixada dos Estados Unidos no Brasil intercâmbio entre os dois países para estudantes do ensino médio de baixa renda. A proposta foi feita nesta quinta-feira (12), durante reunião entre o ministro Mendonça Filho e a diplomata americana Liliana Ayalde, em Brasília. "Queremos que os alunos de escolas públicas do Brasil possam estudar inglês nos Estados Unidos por um semestre, como os garotos com alta renda já fazem hoje em dia", afirmou o ministro, de acordo com o G1. Os EUA e o Brasil já possuem um programa de intercâmbio para estudantes de 15 a 18 anos com baixa renda, o Jovens Embaixadores. A diferença nesse novo programa proposto pelo MEC é a duração: a ampliação de três semanas para um semestre. A embaixadora americana pediu que o governo acelere o processo de finalização da parceria assinada entre a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e o governo americano em 2015, para aumentar a cooperação dos dois países na educação técnica e profissionalizante. O MEC informou que o processo está sendo analisado pelo Ministério das Relações Exteriores e ainda deve passar pela Casa Civil antes de seguir para o Congresso.

 
Emílio Odebrecht quer poupar Lula, FHC e Temer em delação de Marcelo

 O empresário Emílio Odebrecht não quer que o atual presidente interino e ex-presidentes da República sejam alvos na delação premiada do seu filho, Marcelo. Ele considera que Michel Temer, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso não devem ser citados para que o país não “derreta”, segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Marcelo Odebrecht aceitou fazer delação premiada com os investigadores da Operação Lava Jato em março deste ano. Ele foi preso desde junho de 2015.

 
Cláudio Cajado emplaca esposa na Funasa

O deputado federal Cláudio Cajado(DEM) emplacou a esposa Andrea Xavier,  ex-prefeita de Diás D’Ávila, para a Superintendência Regional da Fundação Nacional da Saúde na Bahia (Funasa).  A indicação do deputado federal José Carlos Aleluia era a do ex-deputado, médico e presidente do Democratas em Salvador, Heraldo Rocha, que deve ficar com o cargo principal do Departamento Nacional de Combate à Seca (Dnocs).

 
LDO: Clima tenso na CCJ

(Por Fernanda Dourado)  

Ânimos acirrados. Deputados da oposição e situação juntos para discutir o projeto que institui a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017 e deve ser votado na próxima semana. A LDO 2017 prevê receita de mais de R$ 42 bilhões.  Deputados da base e da oposição apresentaram no total 15 emendas à LDO, mas todas foram recusadas. O relator da matéria, deputado Zé Raimundo, do PT, justificou a recusa ao informar que as propostas apresentadas nas emendas já estavam inseridas na Lei.  Uma das emendas rejeitada obrigava o Estado a investir 7% da Receita Líquida Corrente nas universidades estaduais. Os oposicionista não gostaram da recusa. O deputado estadual, Sandro Régis, além de rebater o relator disse que vai orientar a bancada da oposição a votar contra a Lei de Diretrizes Orçamentárias. Apesar de todo o impasse, na Comissão Conjunta que reuniu os Colegiados de Constituição e Justiça e Finanças e Orçamento,   a proposta foi aprovada e segue para o plenário na próxima semana.