Troca na chefia da PF de SP é vista com desconfiança por pressão de Bolsonaro para ação contra Doria

Parlamentares da oposição viram com desconfiança a mudança na chefia da Polícia Federal de São Paulo neste momento em que Jair Bolsonaro insiste na necessidade de investigação de governadores e prefeitos.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), é o maior adversário político do presidente.

Como mostrou o Painel, a escolha do novo chefe da Polícia Federal de São Paulo fugiu de um padrão que vinha sendo respeitado dentro do órgão nos últimos anos.

Diferentemente dos cinco antecessores, o delegado Rodrigo Bartolamei não chegou a ocupar cargos relevantes de chefia na PF antes de ser alçado a um dos maiores postos da instituição.

A superintendência de SP é a maior do Brasil. Bartolamei estava lotado atualmente no GSI (Gabinete de Segurança Institucional), levado pelo ministro Augusto Heleno.

A polícia de SP estava com novo comando desde março. Ou seja, será a segunda troca em menos de um mês.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *